CICLOS DE PARABÉNS, OKO!

 

Ciclo biológico, ciclo econômico, ciclo de erosão, ciclo lunar, ciclo solar, ciclo das estações do ano, ciclo menstrual, a vida é um ciclo, tudo em torno de nós, todas as partículas da natureza e do universo partem de um ciclo primário…  As reacções são esdrúxulas, notáveis e compreendidas, afinal o Sr foi exemplar, certeiro e fez aquilo que lhe competia, Luís Nunes, será a prova da resiliência dos “baixinhos” ou dos carecas? 2 em 1, não deve ser para qualquer um…

  Angola acompanhou o seu trabalho, os huilanos ajoelharam-se com a sua chegada a governação e agora também na sua saída. Pegou no que encontrou e fez duplicar, não sei se é religioso, mas certamente que conhece a parábola dos talentos “não desperdice seus dons”.

Se há alguns anos me falassem do seu nome, certamente que não faria ligação nenhuma, pois não tinha nenhuma referência do mesmo (se deva a minha grande ignorância) sem dúvidas, motivo esse para reconhecer e aplaudir o olhar clínico de João Lourenço ou como o mesmo disse em um dos seus discursos “olheiros”, é uma certeza, o seu dedo não é  podre para escolher os integrantes da sua equipa, muito bem presidente da República, que continue a trazer a ribalta nomes não tão conhecidos e certeiros.

  Para os outros membros/governantes sintam orgulhosamente a inveja saudável, compitam e lutem pelas luzes dos holofotes, mas também pelo reconhecimento e clamor do povo, é de certeza uma das formas de garantir o nome na história, a nossa história está carente de actualizações, os historiadores sem trabalho e as crianças cada vez mais youtubers.

Extinto governador da Huíla, actual governador de Benguela, continue no bom caminho, faça o seu trabalho, o desafio talvez seja maior, por ter saído da sua zona de conforto, porém segundo dizem, o exterior do guardafato só é pesado de início, os benguelenses o receberam com um extremo OKO!  Leva consigo a sua determinação, força, sentido de dever cumprido e acima de tudo o seu humanismo, os ciclos sempre se completam.

Chega a ser quase compreensível e contagiante a onda de manifestações que dizem vir a acontecer em torno da sua exoneração, mostrando de primeira que Angola tem sim quadros eficientes, que o povo sabe reconhecer e como investir o seu tempo, contudo o governador deve seguir, os truques da sua cartola devem ser por Angola.

Ah que orgulho…

♦ Cândida Wangari

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *